Dicas

Entenda o que é o Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR)

setembro 18, 2019
Tempo de leitura 6 min
Powered by Rock Convert

Você sabia que um Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR) pode fazer muito pela sua empresa? A maioria dos acidentes no ambiente de trabalho deriva de situações de risco às quais o colaborador é exposto durante a sua jornada. Se avaliarmos, identificarmos e buscarmos medidas para atenuar tais situações, a incidência de acidentes e a gravidade dos mesmos também diminuirá.

A segurança no trabalho deve ser uma das prioridades de todo bom gestor. E implantar um programa estruturado para promovê-la é uma ótima maneira de fazer o melhor pelos seus colaboradores. Seguindo a máxima de que “é melhor prevenir do que remediar”, quando os riscos são menores, as ocorrências e consequências seguem a mesma proporção.

Para você entender melhor como funciona o Programa de Gerenciamento de Riscos, preparamos um post especial sobre o assunto. Acompanhe.

Afinal, o que é o Programa de Gerenciamento de Riscos?

Segundo as premissas da segurança no trabalho, existem alguns riscos presentes nos ambientes de trabalho. Eles são classificados em físico, químico, biológico, ergonômico e de acidentes. O Programa de Gerenciamento de Riscos envolve todos eles e consiste em fazer uma análise profunda a fim de identificá-los.

Em primeiro lugar, é traçado um mapa de riscos a partir do qual se começa a planejar medidas para atenuá-los. Outra função importante do programa é que, a cada vez que um acidente ocorre, pode-se elaborar um levantamento das causas e circunstâncias, a fim de evitar que eventos similares venham a acontecer.

Quais os principais objetivos do Programa de Gerenciamento de Riscos?

Como parte da segurança no trabalho, o Programa de Gerenciamento de Riscos visa exclusivamente a prevenção. E essa ação ocorre a partir da utilização de algumas técnicas específicas, que valorizam a vida e a saúde do colaborador. Dessa forma, promove-se também o bem-estar e qualidade de vida no trabalho.

Como implantar esse programa em sua empresa?

Embora cada ambiente tenha suas características únicas, implantar um PGR na empresa depende de seguir algumas etapas principais. Para ajudá-lo, preparamos um resumo desse passo a passo.

Defina o projeto

Um projeto que visa atenuar riscos precisa ser detalhado. Sendo assim, você pode determinar, de antemão, as medidas para identificá-lo, os procedimentos para atenuá-lo e os treinamentos necessários para gerar conscientização e engajamento no que diz respeito a prevenção.

Antes de agir, o ideal é saber como essa ação vai acontecer. É claro que dúvidas e eventos inesperados podem surgir ao longo do processo mas, sempre que isso acontecer, é importante avaliar individualmente cada situação.

Mapeie os riscos

Não estamos falando de um simples mapa, em sentido literal. Mapear riscos consiste também em aprofundar-se nos perigos identificados em cada setor, a fim de traçar as melhores estratégias para prevenção.

Ao final, é possível montar um panorama da empresa como um todo, que também envolve características do ambiente, como produtos e equipamentos utilizados, jornadas de trabalho e uma visão geral dos riscos existentes.

Envolva pessoas capacitadas

Em qualquer situação, nada como falar com quem entende do assunto. Quando pensamos na identificação de riscos e no planejamento de ações para atenuá-los, os envolvidos precisam de experiência e expertise para saber como fazê-lo.

Normalmente, técnicos em segurança no trabalho e colaboradores que receberam treinamentos relacionados ao tema, como os integrantes da CIPA (Comissão Interna de Prevenção a Acidentes) são as pessoas mais indicadas para participar da sua elaboração.

Desenvolva um planejamento de emergência

Embora o principal objetivo do programa seja a prevenção, não devemos considerar que os riscos serão reduzidos a zero após a sua implantação.

Lembre-se de que não existe medida 100% eficaz para eliminar riscos e sempre haverá uma pequena possibilidade de que acidentes ocorram.

Sendo assim, você precisa também saber o que fazer nessas situações. A padronização de procedimentos e recursos diante da ocorrência de acidentes também é importante.

Ofereça treinamentos à equipe

Para que o Programa de Gerenciamento de Riscos funcione de fato, é importante que todos os colaboradores estejam alinhados.

Dessa forma, você deve identificar possíveis treinamentos que se façam necessários e oferecê-los aos envolvidos em cada vertente do ambiente de trabalho. Trata-se de uma medida que permite que todo esse planejamento seja colocado em prática.

Quais as vantagens de implantar um Programa de Gerenciamento de Riscos?

Implantar o programa certamente trará algumas vantagens à sua empresa. Quer ver?

Aumento da produtividade

Colaborador motivado é sinônimo de colaborador produtivo. Sendo assim, quando sentem que a sua segurança é levada em conta, as pessoas tendem a sentir-se mais valorizadas e reconhecidas, o que contribui para sua motivação.

Além disso, em uma logística que não sofre a interferência de acidentes de trabalho flui melhor.

Segurança fiscal

Além de cuidar dos seus colaboradores, uma empresa que se compromete a reduzir a incidência de acidentes também se protege de processos e ações trabalhistas.

Uma fiscalização vai avaliar a documentação da empresa, valorizar o fato de as medidas preventivas estarem funcionando e a redução dos acidentes e, também, evitará o pagamento de indenizações.

Imagem no mercado

Uma empresa que valoriza a saúde do colaborador tem maior propensão a se tornar referência no mercado em que atua. Isso porque o fato de implantar um programa que visa promover segurança e bem-estar mostra que a companhia valoriza a vida humana, e não somente o lucro.

Tal questão costuma atrair investidores, compradores e parceiros que podem fazer a diferença no sucesso do seu negócio.

Responsabilidade social

Toda empresa é um pouco responsável por seus colaboradores. Aqueles que dedicam sua força de trabalho a determinada instituição merecem ser valorizados.

Sendo assim, cuidar para que essas pessoas não sejam expostas a riscos também é um dever social, que toda empresa deveria cumprir. Entretanto, no atual cenário do nosso mercado, pensar nessa questão pode se tornar um diferencial.

Como se pode ver, o Programa de Gerenciamento de Riscos tem papel fundamental na segurança do colaborador, além de influenciar, mesmo que indiretamente, no desenvolvimento empresarial. Basta implantá-lo para contar com todas essas vantagens.

Se este post foi útil para você, não deixe de assinar a nossa newsletter para ter acesso a mais conteúdos sobre questões de segurança para a sua empresa.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário