Dicas

Conheça 5 perigos do trabalho na indústria da construção civil!

maio 29, 2019
construção civil
Tempo de leitura 3 min
Powered by Rock Convert

A indústria da construção civil está em constante expansão econômica, porém ainda trata-se de uma das áreas em que mais ocorrem acidentes de trabalho. Isso devido a informalidade que ainda assombra esse tipo de trabalho, e a resistência de alguns colaboradores e empregadores diante dos diversos riscos do setor e a falta de conhecimento da NR 18 que traz requisitos mínimos para garantir a segurança nos trabalhos na indústria da construção.

A melhor maneira de reverter essa situação é adotar medidas de segurança. Além de proteger a saúde e integridade dos seus colaboradores, elas ainda diminuem a incidência de processos, afastamentos e ações trabalhistas relacionados a acidentes de trabalho.

Para você entender melhor de que riscos estamos falando, listamos abaixo os principais. Continue a leitura para conferir!

1. Falha em máquinas

A indústria da construção civil demanda a utilização de algumas máquinas específicas. Quaisquer falhas que ocorram nesses equipamentos podem resultar em acidentes. A serra circular, por exemplo, é uma das campeãs no ranking de acidentes. Por essa razão, o uso de dispositivos de segurança se faz necessário. Além disso, os profissionais devem estar qualificados para a operação dos equipamentos e as manutenções periódicas jamais devem ser negligenciadas.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

2. Queda de nível

A construção civil pressupõe o uso de andaimes e escadas. Embora sejam itens importantes para o trabalho, eles expõem o colaborador ao risco de queda. A melhor solução, nesses casos, é a prevenção. Qualquer trabalho realizado acima de 2 metros do nível do chão é considerado trabalho em altura de acordo com a NR 35 e requer o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) específicos, como cintos de segurança e trava quedas.

3. Queda de material

A queda de ferramentas ou de materiais de construção pode colocar em risco quem estiver ao redor. É por isso que todos os colaboradores que atuam na área devem ser orientados quanto ao correto manuseio de objetos presentes no ambiente de trabalho, bem como ao uso de equipamentos como capacetes e botas de segurança.

4. Choque elétrico

O choque elétrico pode ocorrer tanto pelo uso de equipamentos ligados à eletricidade quanto pelas tentativas de soluções imediatas para eventuais problemas. Fazer “gambiarras” não é a melhor saída, já que tal conduta pode resultar em sérios danos à saúde do colaborador.

Ações simples como fazer uso dos materiais isolantes e evitar ligar diversos equipamentos em uma mesma extensão são medidas preventivas que ajudam a evitar essas ocorrências.

5. Má sinalização

Quando mal sinalizados, os riscos podem se tornar ainda mais iminentes. Dispensar o uso de placas orientativas no local de trabalho pode levar os colaboradores a colocar-se — sem que sequer percebam — em situações de risco elevado.

Além disso, é necessário realizar palestras de conscientização e treinamentos periódicos. Esses eventos ajudam o colaborador na identificação de riscos secundários e como proteger-se deles, bem como no cumprimento às normas de uso de EPIs e à conduta adequada no ambiente de trabalho.

Como vimos, a indústria da construção civil é uma das que mais requerem cuidados para manter os colaboradores protegidos e íntegros no exercício de suas funções.

Se este post foi útil para você, não deixe de ler também este sobre a análise e identificação de riscos na segurança do trabalho. Boa leitura!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário