Dicas

Por que oferecer treinamento de combate a incêndio na empresa?

julho 1, 2019
nr 23 combate a incendio
Tempo de leitura 3 min
Powered by Rock Convert

Você conhece a importância de oferecer treinamento de combate a incêndio na sua empresa? Embora algumas pessoas ainda enxerguem essa questão como um custo desnecessário, podemos dizer que se trata de algo essencial para garantir a segurança e integridade dos seus colaboradores.

Ainda que todos os cuidados relacionados à parte elétrica ou ao vazamento de fluídos e exposição a combustíveis sejam tomados, é importante frisar que nenhum local está 100% isento do risco desse tipo de ocorrência. É por isso que todos devem estar preparados para agir de maneira segura, caso aconteça.

Se você já parou para pensar nisso, mas ainda tem algumas dúvidas quanto à real necessidade do programa, acompanhe nosso post, com cinco razões pelas quais você deveria implantá-lo.

Incêndios trazem prejuízos

Não estamos falando somente de prejuízos materiais, como danos em equipamentos, materiais de estoque, ou mesmo, ao prédio no qual se encontra a empresa: os prejuízos trazidos por um incêndio envolvem muito mais o fator humano.

Pessoas presentes no local da ocorrência estão expostas a queimaduras (que podem ser muito graves) ou mesmo à inalação da fumaça, que traz intoxicação. Ambos os casos podem levar à morte ou invalidez permanente.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

A brigada de incêndio ajuda a salvar vidas

Em caso de incêndio, é importante manter a calma e evacuar o local de forma organizada. Porém, estamos falando de uma situação que normalmente gera pânico coletivo e, portanto, se manter tranquilo pode ser bem difícil.

É aí que surge a brigada de incêndio, uma equipe treinada para auxiliar nas rotas de fuga. Dentre suas principais funções, está também o treinamento de pessoal para casos de incêndio, e a fiscalização das instalações, de modo a atenuar os riscos.

O treinamento conscientiza as pessoas

Pode ser que alguns dos seus colaboradores nunca tenha pensado na possibilidade de um incêndio no local de trabalho. Sendo assim, fica mais difícil saber como agir, caso ocorra.

O treinamento traz às pessoas a consciência da possibilidade de tais ocorrências e orienta, de antemão, como cada um deve agir. O uso do extintor correto para cada tipo de fogo e como seguir as rotas de fuga de maneira organizada são lições essenciais.

As ações preventivas são essenciais

Muito mais que ensinar as pessoas a se proteger em caso de incêndio, o treinamento incentiva às ações preventivas. Sendo assim, cada colaborador fica responsável por “fazer a sua parte” para que os riscos sejam minimizados. Equipamentos que possam vazar gases ou agentes perigosos precisam ser constantemente verificados por profissionais habilitados.

A NR 23 deve ser respeitada

A prevenção e controle de incêndios está prevista na NR 23, segundo a qual todo colaborador precisa estar ciente sobre a existência de alarmes no local de trabalho, informação sobre o uso correto dos equipamentos contra incêndio e as estratégias para evacuação do local.

Vale lembrar que cada estado tem legislação e regras específicas e a NR 23 deixa claro que as empresas devem seguí-las, assim como as normas técnicas vigentes e aplicáveis.  As empresas devem realizar o treinamento de Combate a Incêndio e Brigada de Emergência a fim de manter-se em dia com a legislação e principalmente para preservar a vida e a integridade de seus colaboradores. As cargas horárias e conteúdos programáticos que devem ser seguidos na capacitação são disponibilizados nas instruções técnicas do Corpo de Bombeiros Militar de cada estado.

O treinamento é uma forma de cuidar de um dos principais patrimônios da sua empresa: os recursos humanos. Embora o incêndio possa nunca ocorrer (é o que se espera), a prevenção é sempre o melhor caminho.

E então? Por que não começar a implantar o programa de prevenção agora mesmo? Entre em contato conosco e conheça nossos treinamentos de segurança.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário