Dicas

Entenda o que é a Classificação de Áreas e sua importância

setembro 10, 2019
areas explosivas
Tempo de leitura 6 min
Powered by Rock Convert

Você sabia que existe uma identificação e análise de áreas com risco de explosão, que é importantíssima para tomarmos os cuidados necessários para prevenção de explosões?

Áreas com risco de explosão, por exemplo, são aquelas nas quais estão presentes substâncias inflamáveis, seja em forma de líquidos, gases ou poeiras. Muitas vezes, esses materiais fazem parte do processo produtivo. Diante da impossibilidade de simplesmente eliminá-los do local (que pode tornar o processo inviável), é importante proteger os colaboradores, o patrimônio e o meio ambiente de seus efeitos e possíveis acidentes através da Classificação de Áreas.

Se você deseja entender mais sobre o assunto, acompanhe abaixo o nosso post.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Como identificar áreas classificadas?

Locais onde ocorre a manipulação de alguns gases e exista a probabilidade de formação de uma atmosfera explosiva, que nada mais é que o acúmulo de tais substâncias no ambiente. A exposição ocupacional nesses lugares é algo que requer atenção por parte da empresa e pelos colaboradores envolvidos. Além dos riscos a saúde e de acidentes de trabalho, a propensão a explosões é mais um agravante, que não deve ser negligenciado.

Avaliar se uma área representa ou não riscos aos colaboradores que nela atuam deve ser parte do programa de segurança no trabalho de toda empresa. Tal análise consiste em reconhecer a quantidade de substâncias inflamáveis presentes no ambiente e na adoção de medidas preventivas e é realizada pelos profissionais relacionados à área de segurança da empresa, com o auxílio dos colaboradores que atuam na área onde a análise está sendo feita. Existem até NRs (Normas Regulamentadoras) para esse tipo de trabalho.

Segundo a NR10 e a NR33, o trabalho em área explosiva se restringe às pessoas com documentação  e autorização específica para isso. Todos precisam ser habilitados, capacitados, qualificados e autorizados. Para isso, devem receber um treinamento específico, que visa prepará-los não somente saber como agir em situações de emergência, mas também como atuar de forma a evitar que elas ocorram.

Nem sempre o uso de EPIs é suficiente para evitar acidentes de trabalho.

Como se classificam as áreas classificadas?

Existem alguns fatores que podem tornar uma área da empresa explosiva. Não é possível juntar todas as áreas que apresentam esse risco em um único pacote. Devido às diferenças entre grau de risco e outros fatores, é possível classificá-las em três níveis. É por isso que elas também são chamadas “áreas classificadas”. Segundo essa classificação, as áreas explosivas podem ser.

Zona 0

Trata-se da área onde ocorrem as misturas de gases e vapores. Elas podem se tornar explosivas por longos períodos ou até mesmo continuamente e, portanto, inspiram cuidados. Conviver com os riscos trazidos por substâncias inflamáveis é, portanto, rotina de quem atua nessa área, de modo que as medidas preventivas também devem fazer parte do dia a dia.

Zona 1

Aqui, a mistura que traz o risco de explosão está presente somente por determinados períodos. Há casos nos quais o risco só existe enquanto os equipamentos estão ligados, por exemplo, devendo desaparecer após o seu uso.

Em outras situações, a atmosfera explosiva é criada somente durante certos processos produtivos. Podem ser consideradas mais fáceis de controlar, já que o momento do risco está condicionado a certos eventos que ocorrem no ambiente.

Zona 2

Trata-se de locais onde os riscos estão presentes apenas esporadicamente. Ainda que eles sejam provenientes de processos realizados internamente, não são comuns: ocorrem apenas por curtos espaços de tempo e são provenientes de fontes secundárias.

A probabilidade de que o colaborador seja exposto a eles é pequena. Entretanto, isso não significa que se pode negligenciar a precaução.

Que medidas devem ser tomadas diante da existência de uma atmosfera explosiva?

Equipamentos, sejam eles elétricos ou não, capazes de se tornar uma fonte de ignição devem ser evitados em áreas explosivas. Aliás, todo equipamento instalado nesse tipo de local precisa ser apropriado. Além disso, pode ser que alguns dispositivos produzam faíscas durante seu funcionamento, que seriam capazes de detonar tais áreas. Para eles, algumas medidas podem ser tomadas.

Há equipamentos no mercado que são à prova de explosão: eles contam com um método que visa confinar a explosão em um compartimento resistente à pressão, que não permite que ela se propague para as áreas vizinhas.

Outros, ainda, separam a fonte de ignição da área propriamente dita. E há também métodos que agem diretamente nessa fonte, para torná-la mais “fraca”, incapaz de provocar uma explosão.

Quem pode fazer a vistoria quanto às áreas explosivas?

Um técnico em segurança no trabalho normalmente detém conhecimento e autorização para circular pelos diversos departamentos da empresa, sempre com o objetivo de garantir a segurança dos demais colaboradores. Mas vale lembrar que cada um deve fazer o seu papel, porque a segurança é feita por todos.

Há também empresas que contam com a CIPA (Comissão Interna de Prevenção a Acidentes), igualmente responsável por identificar e atenuar fatores de risco.

Entretanto, quando se fala em classificar uma área explosiva, o melhor a fazer é contar com uma empresa especializada nessa área. Tais empresas atuam com profissionais qualificados para identificar e “tratar” fatores de risco.

Além disso, é importante que todos os colaboradores, sejam eles responsáveis pela segurança, sejam líderes ou operacionais, devem receber um treinamento adequado para os riscos inerentes às funções que desempenham.

Dessa forma, uma empresa especializada poderá ajudá-lo tanto na identificação e tratamento dos riscos existentes, quanto na capacitação do seu pessoal para aprender a identificá-los e agir corretamente diante deles.

Lembra-se que falamos que existem normas regulamentadoras específicas para lidar com áreas explosivas? Pois bem, hoje no mercado existem treinamentos focados em diversas NRs e vale a pena investir neles para reforçar a segurança dos seus colaboradores.

Uma pessoa ciente que está exposto no ambiente de trabalho e da importância de aderir às medidas preventivas certamente tem o risco diminuído de acidentes e outros eventos adversos durante a jornada. Quando todos na empresa estão alinhados quanto à essa questão, os resultados em termos gerais são muito mais efetivos.

Como se pode ver, a classificação de áreas explosivas é importantíssima para que as medidas de segurança necessárias sejam tomadas, de modo a garantir a integridade de todos aqueles que atuam no local. O cuidado humano, a preservação do meio ambiente, a imagem da empresa no mercado e a redução de problemas legais são apenas alguns dos fatores influenciados pela correta prevenção a acidentes.

Se este post foi útil para você, não deixe de compartilhá-lo em suas redes sociais.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário