Dicas

Como fazer uma análise de riscos na segurança do trabalho?

fevereiro 18, 2019
analise de risco
Tempo de leitura 6 min
Powered by Rock Convert

Independentemente da área de atuação da empresa, é obrigação da companhia proporcionar meios para combater e evitar acidentes e doenças ocupacionais. Dentre os vários instrumentos que são utilizados com esse objetivo, um dos mais importantes é a análise de riscos.

Por meio dela é possível identificar e avaliar os mais diversos riscos que estão presentes no ambiente laboral para que se consiga adotar medidas preventivas e, quando necessário, corretivas que garantam a segurança do trabalhador. Para que essas ações sejam efetivas, é fundamental que haja um envolvimento por parte dos colaboradores, como eles conhecem a atividades, eles serão os responsáveis por realizar as mudanças que melhorarão o ambiente laboral.

Continue a leitura deste artigo e descubra a importância dessa ferramenta. Além disso, abordaremos algumas dicas que o ajudará a fazer e implementar uma análise de riscos na segurança do trabalho. Confira!

Qual é a importância da segurança do trabalho?

É comum existir no ambiente de trabalho situações de risco que podem comprometer a saúde e a integridade física do colaborador. A segurança do trabalho visa proteger e amenizar os riscos existentes no ambiente laboral. Por meio dela é possível identificar, analisar e definir quais são as medidas de controle que garantem um local mais seguro para o trabalhador.

Quando uma empresa investe em segurança do trabalho, ela está investindo em seus recursos humanos. Isso garante um ambiente mais seguro, o que deixa os colaboradores mais motivados e, consequentemente, contribui para uma maior produtividade. Além disso, esse investimento gera uma economia para a companhia, já que, com a diminuição dos acidentes, um número menor de colaboradores ficarão afastados. Com isso, ocorre uma redução na quantidade de ações trabalhistas e de encargos pagos ao INSS.

Outro ponto a ser considerado é que, ao ter alguém afastado, a empresa deixa de contar com a experiência e o conhecimento desse colaborador. O que pode gerar perdas de produtividade, pois nem sempre o novo funcionário apresenta a qualidade necessária para assumir a atividade durante o período de afastamento do trabalhador acidentado.

A melhoria da imagem da empresa no mercado é outro benefício proporcionado por investir na segurança do trabalho. Como a companhia tem uma preocupação em garantir a saúde e a integridade de seus colaboradores, ela é reconhecida como uma organização de excelência, o que garantirá status e respeitabilidade.

O que se baseia a análise de riscos na segurança do trabalho?

A análise de riscos é um estudo crítico que identifica as ameaças inerentes às atividades que são executadas no ambiente laboral, sejam elas realizadas no dia a dia ou eventualmente. Outra característica desse estudo é a avaliação dos riscos quanto à sua gravidade e ocorrência, além de propor medidas de controlar todos os perigos identificados

Esse estudo é considerado como um dos importantes a ser feito pela empresa, pois ele é usado como base para o desenvolvimento de diversos programas de segurança do trabalho, como:

  • Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA);
  • Programa de Conservação Auditiva (PCA);
  • Programa de Proteção Respiratória (PPR);
  • Identificar qual Equipamento de Proteção Individual (EPI) deve ser utilizado nas diversas atividades que são realizadas eventualmente.

Quem deve elaborar a análise de riscos?

Apesar de as Normas Regulamentadoras exigirem a elaboração da análise de risco, não existe uma regra que define o profissional que deverá elaborá-la. No entanto, devido à necessidade de conhecimento técnico para conseguir fazer um bom diagnóstico, é fundamental que a empresa conte com o apoio de um especialista na área de segurança do trabalho. Esse profissional terá as habilidades que o permitem determinar os riscos existentes em cada atividade, assim como as medidas de controle.

O que é e como elaborar a Análise Preliminar de Risco?

Uma das formas utilizadas para implementar a análise de risco em uma empresa é desenvolvendo a Análise Preliminar de Risco (APR). É através desse estudo que são identificadas todas as ameaças existentes nas atividades. Com isso, a APR se baseia em um estudo técnico de cada tarefa ou procedimento realizado no ambiente laboral. Esse método deve ser desenvolvido com a participação dos colaboradores e precisa ser implantado antes da execução das atividades.

O processo de elaboração de uma APR é simples, conforme resumo de etapas a seguir:

Etapa 1: Identificação dos riscos existentes

A primeira etapa da análise de risco é a de identificar todos os riscos existentes no ambiente de trabalho. Para isso, é recomendado dividir todo o processo profissional em atividades isoladas, de modo a constatar possíveis ameaças. É preciso considerar tanto a própria tarefa quanto o ambiente em que ela é realizada.

Para garantir que nenhum erro passe despercebido, uma boa dica é observar um trabalhador enquanto ele realiza a atividade. Desse modo, é possível documentar cada etapa da tarefa, de modo a identificar todos os riscos envolvidos.

Etapa 2: Avaliação dos riscos

Ao ter o conhecimento sobre quais os riscos o trabalhador está sujeito, é possível avaliá-los. O objetivo dessa etapa é elaborar uma descrição completa do risco, de modo a descobrir as suas possíveis causas, os fatores que elevam sua periculosidade e as suas consequências.

Além disso, nessa etapa é realizado um estudo estatístico sobre os riscos, de modo a mensurar a probabilidade da ocorrência de um acidente. Com isso, será possível ter uma visão ampla da situação.

Etapa 3: Documentar e implementar as medidas de controle

Após ter identificado e descrito todos os riscos nas mais diversas atividades existentes, o próximo passo se baseia em encontrar as medidas necessárias para minimizar ou eliminar a ocorrência de acidentes. Para isso, é fundamental considerar as Normas Regulamentadoras e aplicar as que forem pertinentes às atividades avaliadas.

Em seguida, será preciso documentar todos os dados obtidos e implementar as soluções encontradas.

Etapa 4: Controle das medidas de controle

Para garantir a eficiência das medidas implementadas, é preciso gerenciá-las. Assim, é fundamental ter mecanismos que permitem fazer a mensuração e o controle das soluções preventivas adotadas. Desse modo, o profissional responsável pela segurança do trabalho terá meios para identificar o funcionamento das estratégias estabelecidas.

Diante do exposto, fica claro que a análise de riscos é uma ferramenta de suma importância dentro das organizações. Por meio dela, a empresa poderá implementar medidas que evitem os acidentes de trabalho, garantindo ao colaborador e a companhia um ambiente seguro.

Caso você queira aprofundar ainda mais os seus estudos na área de segurança do trabalho, que tal conhecer a importância dos Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs)?

 

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário